Blog Oficial

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Chico Xavier está no inferno !!!!!!


Autor :Pr. Renato Vargens



A imprensa brasileira celebra o lançamento do filme onde se comemora os 100 anos do nascimento do médium espirita Chico Xavier.

Francisco Cândido Xavier, nasceu em Pedro Leopoldo, região metropolitana de Belo Horizonte, era filho de Maria João de Deus e João Cândido Xavier. Chico Xavier como mais tarde veio a ser conhecido, foi educado na fé católica. Chico teve seu primeiro contato com a doutrina espírita em 1927, após fenômeno espiritual verificado com uma de suas irmãs. Desde então, passou a estudar e a desenvolver sua mediunidade que, como relata em nota no livro Parnaso de Além-Túmulo, somente ganhou maior clareza em finais de 1931. O seu nome de batismo Franciso de Paula Cândido foi dado em homenagem ao santo do dia de seu nascimento, tendo sido substituido mais tarde pelo nome paterno de Francisco Cândido Xavier. Ao romper com o catolicismo romano Chico escreveu seus primeiros livros. Chico Xavier foi sem a menor sombra de dúvidas o mais conhecido dos espíritas brasileiros, tendo psicografado mais de 400 livros, incentivando o movimento espírita a revelar sua adesão à doutrina sistematizada por Allan Kardec. 

Caro leitor, ainda que a imprensa exalte as obras de Chico Xavier, a Bíblia nos ensina que a fé desenvolvida pelo médium o levou para o inferno. Sim! Chico Xavier está no inferno. Por mais honesto e caridoso que ele tem tenha sido, ele está no inferno. Ele está sofrendo juntamente com todos aqueles que negaram a fé e ensinaram o falso evangelho. Ele está lá com todos que corromperam o evangelho da graça, ensinando um cristianismo de obras e carmártico. Ele está no inferno por ter ensinado e acreditado na doutrina da reencarnação, ele está no inferno por não ter recebido Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador, ele está no inferno por consultar os "mortos" e espíritos enganadores. 

Prezado amigo, Chico Xavier não foi a reencarnação de Allan Kardec. A reencarnação não existe, ela é uma doutrina falsa e demoníaca. Chico Xavier foi um pecador como todos os homens e como tal indesculpável diante de Deus. Chico Xavier está no inferno, por não ter tido os seus pecados perdoados pelo unigênito de Deus. 

terça-feira, 25 de outubro de 2011

O ossuário do irmão de Jesus e o silêncio da mídia


O ossuário do irmão de Jesus e o silêncio da mídia

Quando descobrem um fóssil duvidoso tido por algum especialista como "elo perdido" ou coisa que o valha, a mídia geralmente faz aquele estardalhaço. Por que, então, silenciaram sobre a primeira descoberta arqueológica referente a Jesus e Sua família? O ossuário (urna funerária, foto abaixo) de Tiago data do século 1 e traz a inscrição em aramaico "Tiago, filho de José, irmão de Jesus" (Ya'akov bar Yosef achui d'Yeshua). Oculto por séculos, o ossuário foi comprado muitos anos atrás por um colecionador judeu que não suspeitou da importância do artefato. Só quando o renomado estudioso francês André Lemaire viu na urna, em abril de 2002, a inscrição na língua falada por Jesus, foi que se descobriu sua importância. O ossuário foi submetido a testes pelo Geological Survey of State of Israel e declarado autêntico. Segundo o jornal The New York Times, "essa descoberta pode muito bem ser o mais antigo artefato relacionado à existência de Jesus".

Estou lendo o ótimo livro O Irmão de Jesus (Editora Hagnos, 247 p.), que trata justamente da descoberta do ossuário de Tiago. A autoria é de Hershel Shanks, fundador e editor-chefe da Biblical Archaeology Review, e de Ben Witherington III, especialista no Jesus histórico e autor de vários livros sobre Jesus e o Novo Testamento. O prefácio é do próprio Lemaire, especialista em epigrafia semítica e autoridade incontestável no assunto. Hershel conduz a história de maneira muito interessante, revelando os bastidores da descoberta e as reações a ela, afinal, o ossuário, além de autenticar materialmente o Jesus histórico, afirma que Ele tinha um irmão chamado Tiago, filho de José e, possivelmente, também de Maria. Segundo a revistaTime, trata-se de "uma história de investigação científica com alta relevância para o cristianismo", talvez por isso mesmo deixada de lado por setores da mídia secular e antirreligiosa.

O livro é bom, o achado é tão tremendo quanto o dos Manuscritos do Mar Morto (na década de 1940), e eu estou fazendo minha parte, divulgando-o aqui. Vale a pena ler!

Michelson Borges


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O Que Causará o Escurecimento do Sol?


 O Que Causará o Escurecimento do Sol?



Texto base: Mateus 24:29:

"Logo depois da tribulação daqueles dias, escurecerá o sol, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados."


Outros Textos:

Apocalipse 6:12:

"E vi quando abriu o sexto selo, e houve um grande terremoto; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua toda tornou-se como sangue ..."


Apocalipse 16:10:

"O quinto anjo derramou a sua taça sobre o trono da besta, e o seu reino se fez tenebroso; e os homens mordiam de dor as suas línguas."


Textos diferentes com mesmo significado:

Apocalipse 6:14:

"E o céu recolheu-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares."

O Céu desaparecerá da vista


Apocalipse 8:12:

"O quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles seescurecesse, e a terça parte do dia não brilhante, e semelhantemente a da noite."

Processo inicial do escurecimento. A visibilidade do sol de dia, e da lua e das estrelas a noite está comprometida.
Processo inicial do escurecimento dos astros; sol, lua e estrelas.



O que causará o escurecimento do sol:

Jesus profetizou que o sol escurecerá, mas não não falou o que causaria o escurecimento sol. Mas o livro biblico do Apocalipse tem a resposta. Vejamos:


Apocalipse 9:1,2:

"O quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que do céu caíra sobre a terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo.

E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como fumaça de uma grande fornalha; e com a fumaça do poço escureceram-se o sol e o ar."

Este texto mistura figuras e realidades. Figuras: "Receber (pessoa) Chave", "Chave", "Poço", "Abismo", "Fumaça". Realidades: "Estrela (astro) cai do céu (meteoro)", "Escurecimento Atmosférico", "Bloqueio da luz solar".



Enxugando o texto da linguagem figurada e simbolismos:


"Vi uma estrela que do céu caíra sobre a terra ...

 e subiu fumaça ... e com a fumaça ... escureceram-se o sol e o ar."



João disse: "Vi uma estrela que do ceu caira sobre a Terra ..." O que ele quis dizer com estrela?

A Bíblia usa o termo "estrela" com mais de um significado:

1. Anjos são chamados de estrelas:



"Viu-se também outro sinal no céu: eis um grande dragão vermelho ...

a sua cauda levava após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra ..." [Apoc.12:3,4]



2. Líderes cristãos:



"Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas." [Apoc.1:20]

3. Os Patriarcas de Israel:



"E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça."[Apoc.12:1]


4. Estrelas Noturnas:



"O quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles se escurecesse, e a terça parte do dia não brilhante, e semelhantemente a da noite." [Apoc.8:12]


5. Estrelas em Movimento:



"Ondas furiosas do mar, espumando as suas próprias torpezas, estrelaserrantes, para as quais tem sido reservado para sempre o negrume das trevas." [Judas 1:13]

A que tipo, então, de estrela o texto se refere? 

1. O termo estrela neste texto não é referência a um ser angélico enviado por Deus com uma missão à terra, porque o termo "Caiu do céu" é um termo pejorativo por se referir ao Diabo como tendo sido expulso do céu. [Isaías 14:12-14;Apoc.12:7-12]

a) Também esta "estrela que cai do céu na terra", não se refere ao Diabo. Pois, o Diabo ao ser expulso do céu, ele trás consigo anjos que ele enganou, e não anjos que ele liberta do "abismo". [Apoc.12:3] Isto é, o Diabo não foi expulso do céu e libertou ou libertará "anjos do abismo", para uma missão de terror terrestre. Antes, estes "anjos do abismo" estão "presos" até o Juízo final. [2Pedro 2:4;Jud.1:6]

2. Também, a estrela que cai do céu não pode ser um "líder cristão", um pastor.

3. Nem um Patriarca israelita.

4. E ainda, "a estrela que cai do céu na terra" não pode ser uma "estrela noturna", visto que estas são sóis, impossíveis de cairem na terra.

5. Mas, "a estrela que cai do céu" pode ser e é, na realidade, uma "estrela errante". Isto é, uma "estrela cadente", que na realidade é um meteorito.

Mas, talvez alguém diga: "É possivel que a estrela se refira a uma pessoa, porque o texto afirma que 'foi lhe dada' uma 'chave'"! Mas, o termo "foi lhe dada" é simplesmente uma personificação, como acontece com a morte, segundo Paulo. Ele disse: "Foi dado à morte um reino (a morte reinou)" [Rom.5:14], e a morte não é uma pessoa. E também, a chave é simbólica, como a "chave da morte e do hades", que Jesus recebeu. [Apoc.1:18]

Quanto a concepção do apóstolo naqueles dias de "estrela noturnas", era de que elas eram astros celestes luminosos presos na cúpula terrestre, e portanto, menores do que a terra, e que às vezes mudavam de lugar, e podiam perder-se na escuridão. Eles chamavam-nas de "estrelas errantes", como foi citado acima. Eles não diferenciavam as estrelas fixas das que se locomoviam (meteoros, asteróides, e cometas). Achavam que eram a mesma coisa.


Visão antiga do céu.
As estrelas ficavam presas na cúpula terrestre.
Para os antigos algumas delas mudavam de lugar ou podiam cair na terra.


Portanto, a visão antiga de estrelas não era estritamente de estrelas noturnas "fixas", que, na realidade, são conhecidos hoje como "sóis", algo impossivel de cair na terra. Mas tinha o significado também de "estrelas cadente", que são meteoros, pequenos ou grandes (asteróides).

O sol uma estrela de hoje com os planetas.
Outras estrelas maiores do que o sol.


Mas, o que são são os "meteoros"?

São corpos rochosos que vagam pelo espaço. Muitos deles estão presos em cinturões e reservatórios de asteróides. A ciência descobriu recetemente que existem Zilhões deles. E eles são de vários tamanhos que vão desde o tamanho de uma bola ao tamanho de uma montanha. Estas maiores, caindo na terra podem provocar uma cátástrofe global.





Meteoros ou asteróides são corpos celestes que não possuem luz própria, sua luz e brilho é adquirido quando entram em atrito com a nossa atmosfera, se tronando assim semelhantes a estrelas. Por esse motivos os antigos pensavam que tratavam-se de estrelas mudando de lugar.




Então, quando o apóstolo afirma em visão profética "Vi uma estrela cair do céu na terra" (uma grande estrela), ele se referia a um grande meteoro ou asteróide cair na terra.




Ao chocar-se com o solo o asteróide vaporiza-se, e ao mesmo tempo levanta uma coluna de destroços e poeira para a atmosfera. A poeira em suspensão se espalhará pela atmosfera e bloqueará a luz solar. Foi isso que o apóstolo viu numa visão profética que mistura realidades com figuras.

Visão misturando figuras e realidades.
Choque do grande meteoro ou asteróide com o solo.
Ejeção de poeira para a atmosfera
Processo sem escurecimento do sol.
Poeira  se espalhando.




Outros elementos contribuirão para o escurecimento do sol:

Outros elementos que se ajuntarão a poeira de ejeção do impacto, serão queimadas e fumaça, cinza e aerossóis vulcânicos.

O choque do grande asteróide com o solo gerará grande quantidade de calor que se propagarão queimando tudo à frente, a medida em que as ondas de impacto se espalhão em todas as direções.





Outros elementos que contribuirão para o escurecimento total serão produzidos por vulcões. O impacto do grande asteróide com o solo produzirá um mega-terremoto que se espalhará pelo globo terretre. A força titânica deste grande teremoto, além de fazerem cidades inteiras irem para o chão, despertará muitos vulcões em todo o planeta. Isto incluirão os super-vulcões.





Estes ejetarão grande quantidade de fumaça e cinzas na atmosfera que contribuirão para o escurecimento total do globo terrestre. O planeta será privado da luz solar.




Será isso que causará a escuridão predita por Jesus.

sábado, 15 de outubro de 2011

Vídeo da música Rosa de Saron com imagens da Terra Santa.


VÍDEO DA MÚSICA O GRANDE AMOR DO SENHOR


Os perigos de uma batida na cabeça.


Os riscos de uma batida na cabeça

EFE
Por María Jesús Ribas
Da EFE


As crianças se movimentam, brincam e correm. Devido a sua imaturidade mental assumem alguns riscos físicos sem medir bem as consequências. Frequentemente sofrem acidentes. A maioria delas alguma vez recebeu de outra criança um golpe na cabeça ou eles mesmos bateram sozinhos. Tudo isto é normal que aconteça.
O que já não é tão normal - e, além disso, desaconselhável e arriscado - é que os pais não tomem precauções para reduzir o perigo físico que suas crianças correm e ignorem que medidas devem tomar diante desses traumatismos na cabeça, que são "normais" e a maioria das vezes sem grande consequências, mas nem por isso estão isentos de riscos.

Ensinar aos pequenos aquilo que é permitido fazer e aquilo que não, assim como os perigos de certas atividades e proteger suas cabeça com capacetes quando realizarem algum jogo ou atividade esportiva, como andar de bicicleta ou de patins, são algumas medidas elementares para prevenir um problema que causa 20% de consultas pediátricas de urgência: as pancadas no crânio.

Segundo dados dos Institutos Nacionais da Saúde (NIH, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, a cada ano, milhões de pessoas sofrem um traumatismo na cabeça. A maioria destas lesões são leves, porque os ossos do crânio proporcionam uma proteção considerável ao cérebro. Os sintomas do golpe também são menores e geralmente desaparecem por si sós.

No entanto, de acordo com o NIH, mais de meio milhão de traumatismos cranianos por ano são suficientemente severos a ponto de requerer uma hospitalização e um tratamento médico urgente, por isso que aprender a reconhecer um traumatismo craniano grave e administrar os primeiros socorros básicos pode fazer a diferença entre salvar a vida de uma pessoa ou não.

Pancada na cabeça? Aja rápido!
"Para se assegurar de que quem bateu a cabeça não terá consequências graves ou fatais, devem ser tomados certos cuidados, embora não apresente sintomas nem tenha ficado inconsciente e pareça estar bem inicialmente", segundo o médico Greg O'Shanick, da Associação Americana para a Lesão Cerebral (BIAA, em inglês), em Washington.

Segundo o especialista americano é imprescindível permanecer com a pessoa que bateu a cabeça, não deixá-la sozinha, ou pelo menos se assegurar de que sempre haja alguém presente, cuidando dela e observando suas mudanças de comportamento.

No caso de quem bateu a cabeça ficar sonolento, irritável ou confuso, pareça bêbado, repita coisas ou tenha dificuldades para caminhar e falar, O'Shanick recomenda levar a pessoa imediatamente a um serviço médico de urgência, para que a situação seja avaliada.

Segundo o especialista da BIAA, além dos idosos, quem toma anticoagulantes ou sofre uma intoxicação, um dos grupos de risco com o qual é preciso ter um cuidado especial são as crianças, porque elas têm maiores possibilidades de sofrer uma lesão cerebral.

De acordo com o pediatra Miguel Bermejo Pastor, da Associação Espanhola de Pediatria de Atenção Primária (AEPAP), "os traumatismos crânio-encefálicos são problemas ou preocupações frequentes desde muito tenra idade e há poucas mães que não tenham consultado seu pediatra para perguntar o que fazer quando seu filho sofre um golpe na cabeça. A metade dos TCEs (traumatismos crânio-encefálicos) acontecem em menores de 15 anos".
EFE
"Para algumas crianças, o primeiro TCE se deve à queda de uma cama, na idade em que começam a se virar. Posteriormente, devido a sua natural e ilimitada curiosidade, começarão a explorar até o último cantinho da casa, por isso que serão mais propensos aos acidentes", assinala.

"Se sua criança sofreu um golpe na cabeça e para de chorar antes de um quarto de hora, tem uma boa cor, não vomita nem tem outros sintomas, é pouco provável que tenha acontecido uma grande lesão. É preciso permitir-lhe retomar sua vida normal, mas observando-a um pouco mais durante pelo menos 24 horas", explica Miguel.

"Se a criança apresenta um ferimento que sangra abundantemente, é preciso comparecer a um hospital próximo para sua avaliação. Se não há ferimento, para diminuir o tamanho do hematoma basta apertá-lo ligeiramente com um pedaço de gelo envolvido em uma gaze ou pano. Para aliviar a dor podem ser administrados analgésicos como paracetamol ou ibuprofeno", segundo este médico.

O que fazer, o que evitar?
"Se a pancada foi forte, a princípio é conveniente, para observá-la, que a criança permaneça acordada e no caso de dormir, despertá-la a cada 2-3 horas para se assegurar que esteja bem", segundo o pediatra.
O especialista da AEPAP recomenda aos pais que consultem seu pediatra se a criança apresentar qualquer destes sintomas: "Vômitos repetidos, inércia crescente ou dificuldade para despertá-la, dor de cabeça intensa ou dor e dificuldade para movimentar o pescoço, sensação de enjoo progressivo, convulsões ou movimentos estranhos da face e das extremidades".

Também é preciso buscar ajuda médica se ela apresentar: incapacidade para se movimentar, diminuição da força ou sensação de formigamento, alteração do comportamento ou das reações, diferença de tamanho entre as pupilas de ambos os olhos, alterações da visão ou "olhos virados", e se fala de forma estranha ou diz incoerências.

Como evitar o golpe seguinte? Se a criança é pequena, Miguel aconselha mantê-la sempre à vista em casa e na rua levá-la pelas mãos. Se a casa tem escadas, convém pôr uma barreira de proteção. Além disso, os andadores podem ser perigosos, especialmente nas casas com escadas.

"Os berços e as camas elevadas devem ter uma proteção suficientemente alta que evite as quedas. Se a criança é capaz de sair do berço, é que chegou o momento de passá-la para uma cama", aconselha Miguel.
Segundo este pediatra "é preciso seguir estritamente as normas de segurança para o transporte das crianças em automóvel em função de sua idade e peso, e promover o uso do capacete quando andam de bicicleta, skate ou patins, pois este item pode evitar traumatismos cranianos."

"Quanto mais cedo seu filho souber as regras básicas de segurança viária (como e quando atravessar uma rua, entre elas), muito melhor. É preciso procurar prevenir com o exemplo", assinala Miguel

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Alho benefícios para a saúde


Alho benefícios para a saúde

Informaçãoalimentos 04/02/11 Natalia
Alho benefícios para a saúde
O alho é um alimento muito usado em todo o mundo como tempero em diversas receitas ou consumido sozinho frito ou cru, em alguns países é conhecido como “rosa fétida” devido a seu odor forte e predominante o alho é conhecido também pelo seu poder de auxiliar a saúde, ele possui diversas funções no corpo humano, seu nome cientifico em latim é Allium sativum, os benefícios vão muito mais além do que o aroma e o sabor desde a antiguidade é um alimento apreciado, hoje em dia estudos comprovaram sua eficácia na prevenção de doenças, antigamente as pessoas já consumiam este alimento com objetivo de garantir mais saúde, porém isso atualmente é fato comprovado e vale à pena incluir o alho em seu cardápio diário.



o alho tem ação antibiótica, anti-microbiana, antiasmática, protetor cardiovascular, anticancerígeno, antiinflamatória, entre muitos outras funções. 
O alho ainda é usado no tratamento de doenças crônicas e certas patologias como colesterol alto, tensão arterial elevada, gripe, distúrbios gastrointestinais, bronquite, asma, câncer de próstata e de mama. 
Existem cápsulas de alho que podem ser consumidas uma vez por dia, é recomendado consumir o alho cru, depois que ele é cozido ou passa por qualquer outro procedimento aquecido ele perde muitos nutrientes. 
Este alimento possui vitamina C, selênio, vitaminas A, B1 e B2, zinco e muito mais, ele tem ação de tonificar o fígado, reduzir as probabilidades de infarto e ainda melhora a circulação sanguínea.



O alho assim como outros alimentos naturais ele previne doenças e ajuda o organismo a se manter em equilíbrio, ele pode ser incluído no cardápio diário, porém em doses exageradas pode causar alguns problemas assim como tudo em excesso faz mal a saúde, se for consumido sem moderação e em excesso pode causar irritabilidade da mucosa gástrica, má digestão e se for consumido em altas dosagens quando há o consumo de medicamentos sintéticos pode causar algum efeito colateral.
É preciso consumi-lo de maneira correta para que ele te ofereça apenas benefícios e não malefícios, cuidar da saúde é muito importante e quando isso acontece através de alimentos saudáveis todo o organismo se beneficia garantindo equilíbrio ao organismo, mais vitalidade, longevidade e qualidade de vida. 

O endereço da Biblioteca Digital Mundial.


Repasso o  endereço da Biblioteca Digital Mundial.

 Clique >>>>>>>>        http://www.wdl.org/pt/ 


Foi aberta terça feira em Paris. É da Unesco.
Aprendendo a navegar a gente amplia fotos, assiste documentários, envia manuscritos raros...
Passem adiante para filhos, sobrinhos, netos, amigos...

Perguntas aos reencarnacionistas


Perguntas aos reencarnacionistas

 
Se a alma humana se reencarna para pagar os pecados cometidos numa vida anterior, deve-se considerar a vida como uma punição, e não um bem em si. Ora, se a vida fosse um castigo, ansiaríamos por deixá-la, visto que todo homem quer que seu castigo acabe logo. Ninguém quer ficar em castigo longamente. Entretanto, ninguém deseja, em sã consciência, deixar de viver. Logo, a vida não é um castigo. Pelo contrário, a vida humana é o maior bem natural que possuímos. 

Se a alma se reencarna para pagar os pecados de uma vida anterior, dever-se-ia perguntar quando se iniciou esta série de reencarnações. Onde estava o homem quando pecou pela primeira vez? Tinha ele então corpo? Ou era puro espírito? Se tinha corpo, então já estava sendo castigado. Onde pecara antes? Só poderia ter pecado quando ainda era puro espírito. Como foi esse pecado? Era então o homem parte da divindade? Como poderia ter havido pecado em Deus? Se não era parte da divindade, o que era então o homem antes de ter corpo? Era anjo? Mas o anjo não é uma alma humana sem corpo. O anjo é um ser de natureza diversa da humana. Que era o espírito humano quando teria pecado essa primeira vez? 

Se a reencarnação fosse verdadeira, com o passar dos séculos haveria necessariamente uma diminuição dos seres humanos, pois que, à medida que se aperfeiçoassem, deixariam de se reencarnar. No limite, a humanidade estaria caminhando para a extinção. Ora, tal não acontece. Pelo contrário, a humanidade está crescendo em número. Logo, não existe a reencarnação. 

Respondem os espíritas que Deus estaria criando continuamente novos espíritos. Mas então, esse Deus criaria sempre novos espíritos em pecado, que precisariam sempre se reencarnar. Jamais cria ele espíritos perfeitos? 

Se a reencarnação dos espíritos é um castigo para eles, o ter corpo seria um mal para o espírito humano. Ora, ter corpo é necessário para o homem, cuja alma só pode conhecer através do uso dos sentidos. Haveria então uma contradição na natureza humana, o que é um absurdo, porque Deus tudo fez com bondade e ordem. 

Se a reencarnação fosse verdadeira, o nascer seria um mal, pois significaria cair num estado de punição, e todo nascimento deveria causar-nos tristeza Morrer, pelo contrário, significaria uma libertação, e deveria causar-nos alegria. Ora, todo nascimento de uma criança é causa de alegria, enquanto a morte causa-nos tristeza. Logo, a reencarnação não é verdadeira. 

Vimos que se a reencarnação fosse verdadeira, todo nascimento seria causa de tristeza. Mas, se tal fosse certo, o casamento - causador de novos nascimentos e reencarnações – seria mau. Ora, isto é um absurdo. Logo, a reencarnação é falsa. 

Caso a reencarnação fosse uma realidade, as pessoas nasceriam de determinado casal somente em função de seus pecados em vida anterior. Tivessem sido outros os seus pecados, outros teriam sido seus pais. Portanto, a relação de um filho com seus pais seria apenas uma casualidade, e não teria importância maior. No fundo, os filhos nada teria a ver com seus pais, o que é um absurdo. 

A reencarnação causa uma destruição da caridade. Se uma pessoa nasce em certa situação de necessidade, doente, ou em situação social inferior ou nociva -- como escrava, por exemplo, ou pária – nada se deveria fazer para ajudá-la, porque propiciar-lhe qualquer auxílio seria, de fato, burlar a justiça divina que determinou que ela nascesse em tal situação como justo castigo de seus pecados numa vida anterior. É por isso que na Índia, país em que se crê normalmente na reencarnação, praticamente ninguém se preocupa em auxiliar os infelizes párias. A reencarnação destrói a caridade. Portanto, é falsa. 

A reencarnação causaria uma tendência à imoralidade e não um incentivo à virtude. Com efeito, se sabemos que temos só uma vida e que, ao fim dela, seremos julgados por Deus, procuramos converter-nos antes da morte. Pelo contrário, se imaginamos que teremos milhares de vidas e reencarnações, então não nos veríamos impelidos à conversão imediata. Como um aluno que tivesse a possibilidade de fazer milhares de provas de recuperação, para ser promovido, pouco se importaria em perder uma prova - pois poderia facilmente recuperar essa perda em provas futuras - assim também, havendo milhares de reencarnações, o homem seria levado a desleixar seu aprimoramento moral, porque confiaria em recuperar-se no futuro. Diria alguém: "Esta vida atual, desta vez, quero aproveitá-la gozando à vontade. Em outra encarnação, recuperar-me-ei" . Portanto, a reencarnação impele mais à imoralidade do que à virtude. 

Ademais, por que esforçar-se, combatendo vícios e defeitos, se a recuperação é praticamente fatal, ao final de um processo de reencarnações infindas? 

Se assim fosse, então ninguém seria condenado a um inferno eterno, porque todos se salvariam ao cabo de um número infindável de reencarnações. Não haveria inferno. Se isso fosse assim, como se explicaria que Cristo Nosso Senhor afirmou que, no juízo final, Ele dirá aos maus: "Ide malditos para o fogo eterno"? (Mt. ) 

Se a reencarnação fosse verdadeira, o homem seria salvador de si mesmo, porque ele mesmo pagaria suficientemente suas faltas por meio de reencarnações sucessivas. Se fosse assim, Cristo não seria o Redentor do homem. O sacrifício do Calvário seria nulo e sem sentido. Cada um salvar-se-ia por si mesmo. O homem seria o redentor de si mesmo. Essa é uma tese fundamental da Gnose. 

A doutrina da reencarnação conduz necessariamente à idéia gnóstica de que o homem é o redentor de si mesmo. Mas, se assim fosse, cairíamos num dilema: 

Ou as ofensas feitas a Deus pelo homem não teriam gravidade infinita;

Ou o mérito do homem seria de si, infinito. 

Que a ofensa do homem a Deus tenha gravidade infinita decorre da própria infinitude de Deus. Logo, dever-se-ia concluir que, se homem é redentor de si mesmo, pagando com seus próprios méritos as ofensas feitas por ele a Deus infinito, é porque seus méritos pessoais são infinitos. Ora, só Deus pode ter méritos infinitos. Logo, o homem seria divino. O que é uma conclusão gnóstica ou panteísta. De qualquer modo, absurda. Logo, a reencarnação é uma falsidade. Se o homem fosse divino por sua natureza, como se explicaria ser ele capaz de pecado? A doutrina da reencarnação leva, então, à conclusão de que o mal moral provém da própria natureza divina. O que significa a aceitação do dualismo maniqueu e gnóstico. A reencarnação leva necessariamente à aceitação do dualismo metafísico, que é tese gnóstica que repugna à razão e é contra a Fé. 

É essa tendência dualista e gnóstica que leva os espíritas, defensores da reencarnação, a considerarem que o mal é algo substancial e metafísico, e não apenas moral. O que, de novo, é tese da Gnose. 

Se, reencarnando-se infinitamente, o homem tende à perfeição, não se compreende como, ao final desse processo, ele não se torne perfeito de modo absoluto, isto é, ele se torne Deus, já que ele tem em sua própria natureza essa capacidade de aperfeiçoamento infindo. 

A doutrina da reencarnação, admitindo várias mortes sucessivas para o homem, contraria diretamente o que Deus ensinou na Sagrada Escritura. 

Por exemplo, São Paulo escreveu: 

"O homem só morre uma vez" ( Heb. IX, 27).

Também no Livro de Jó está escrito: 

"Assim o homem, quando dormir, não ressuscitará, até que o céu seja consumido, não despertará, nem se levantará de seu sono" (Jó, XIV,12). 

Finalmente, a doutrina da reencarnação vai frontalmente contra o ensinamento de Cristo no Evangelho. Com efeito, ao ensinar a parábola do rico e do pobre Lázaro, Cristo Nosso Senhor disse que, quando ambos morreram, foram imediatamente julgados por Deus, sendo o mau rico mandado para o castigo eterno, e Lázaro mandado para o seio de Abraão, isto é, para o céu. ( Cfr. Lucas XVI, 19-31) 

E, nessa mesma parábola Cristo nega que possa alguma alma voltar para ensinar algo aos vivos